09 junho 2011

Arte no Romantismo

A Arte Romântica

O Romantismo surgiu na Europa por volta do século XVIII e estendeu-se até o século XIX, representando mudanças racionalistas do período neoclássico. A busca pela liberdade de expressão e valorização da natureza é marcado pelo nacionalismo, é classificado como movimento artístico, político e filosófico.
As mudanças sociais, políticas e culturais causadas por fortes eventos como a Revolução Industrial e Revolução Francesa produziram nos artistas românticos o sentimento de libertação das normas acadêmicas a favor da livre expressão.

Principais características do período:
- Nacionalismo;
- Exaltação dos sentimentos e da imaginação;
- Valorização da natureza para a criação artística;
- Sentimentos de liberdade, igualdade e fraternidade.

O romantismo seria dividido em 3 gerações:
- 1ª geração romântica, caracterizada pelo lirismo, subjetivismo o sonho, destacada pelo exagero, exótico, inóspito e destacada pelo nacionalismo.
- 2ª geração romântica, caracteriza-se pelo pessimismo e gosto pela morte.
- 3ª geração romântica, caracteriza-se pela fase de transição literária do romantismo para o realismo.

Na Pintura destacam-se as emoções, com uma arte dramática, são exaltadas sensações extremas, pintores como Goya, Delacroix, Turner e Constable, recuperam o dinamismo, a valorização da cor e contrastes do claro e escuro antes presentes no barroco, como forma, de dar mais dramaticidade as suas obras; representando a revolta popular presente em uma época de grandes revoluções e acontecimentos.

Características da pintura:
- Utilização do claro e escuro, com aproximação das formas do barroco;
- Composição em diagonal, trazendo dinamismo a obra;
- Dramaticidade com fatos reais da história nacional;
- Descrição das paisagens com estudo da luz na natureza;
- Introdução da máquina na pintura.

Principais artistas da época e algumas obras importantes:
Goya –“Os fuzilamentos de 3 de maio”.
Delacroix – “A agitação de tanger”, “A liberdade guiando o povo”.
Turner  –  “O grande canal”, “Chuva, vapor e velocidade”.
Constable – “A carroça de feno”.

 Goya
Os Fuzilamentos de 3 de maio (Goya)

Agitação de Tanger (Delacroix)

O grande canal (Turner)

Chuva, vapor e velocidade (Turner)
A carroça de feno (Constable)

Na Escultura houve a representação de animais, cenas de luta e caça, motivos heróicos e alguma temática religiosa, com a decoração de mausoléus e fachadas de prédios.

Principais escultores: Rude e Barye na França, Bartolini na Itália.

A Marselhesa - François Rude (1833)
A Marselhesa - François Rude (1833)




La Caritá (Bartolini)


Com a industrialização a Arquitetura reflete grandes mudanças como a introdução de novos materiais como o ferro e o aço. Devido a urbanização houve a construção de edifícios para a classe alta e média, sem a preocupação com exigências estéticas.

Principais arquitetos: Garnier (Teatro da Ópera de Paris), Barry e Puguin (reconstrução do Parlamento de Londres) e Waesemann (responsável pelo distrito neogótico de Berlim).

     Opera Garnier
ópera Garnier Paris
Ópera Garnier Paris
Parlemento Inglês em Londres
Prefeitura Vermelha
Prefeitura Vermelha Berlim (Waesemann)

O Romantismo no Brasil é classificado como indianista, urbano e regionalista. Pode ser dividido em três gerações:
- Primeira geração com o nacionalismo ufanista, indianismo, subjetivismo, regionalidade, evasão do tempo e espaço, egocentrismo, individualismo, sofrimento amoroso, exaltação da liberdade.
- Segunda geração conhecida como Byroniana e Ultra-Romântica, denominada como mal do século com temas como a morte, amores impossíveis e escuridão.
- Terceira geração conhecida como Condoreira ou Hugoniana, caracterizada com o abolicionismo, erotismo, realidade social, negativa do amor platônico, a mulher é vista com virtudes e pecados podendo ser tocada.

Nas Artes os pintores buscavam retratar o nacionalismo com fatos históricos importantes contribuindo e formando uma identidade nacional.

 
A Batalha do Avaí (Pedro Américo)

Grito do Ipiranga (Pedro Américo)

Batalha dos Guararapes (Victor Meirelles)

Moema (Victor Meirelles)

O último Tamoio (Rodolfo Amoedo)


                                             O Violeiro (Almeida Junior)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

IO PAGINAÇÃO INFORLOGIA-->